Saúde e bem–estar influenciam positivamente no trabalho

A Right Management, consultoria organizacional especializada em gestão de talentos e carreira, realizou um estudo de larga escala sobre o tema. Segundo a pesquisa, esses dois fatores (saúde e bem-estar) no local de trabalho podem exercer grande influência sobre a motivação, permanência, criatividade e produtividade dos colaboradores, além do desempenho financeiro da organização como um todo.

O estudo foi realizado em mais de 15 países, incluindo o Brasil, com aproximadamente 30.000 funcionários de dez diferentes setores. Nele, os entrevistados indicaram até que ponto concordavam ou discordavam de 100 diferentes declarações associadas aos principais componentes da eficácia organizacional.

A pesquisa apontou que nas organizações que promovem ativamente a saúde e o bem-estar, os funcionários estão 3,5 vezes mais propensos a identificar sua organização como estimuladora de inovação e criatividade e três vezes mais propensos a avaliar suas organizações como produtivas do que aqueles com resposta desfavorável. Julio Peres, palestrante, psicólogo clínico e Doutor em Neurociências e Comportamento pelo Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo explica que “profissionais felizes são mais motivados, têm maior comprometimento e, por consequência, podem trazer mais e melhores resultados“, explica. “É importante ressaltar que a satisfação não está ligada apenas à recompensa financeira, mas também a muitos outros fatores como justiça, cooperação, qualidade de vida e afetividade. Aumentar o salário ou a comissão por vendas, por exemplo, serve como estímulo, mas não é suficiente para garantir a permanência de um funcionário, ou uma equipe produtiva, motivada e harmoniosa”, esclarece o palestrante.

Nesse sentido, as corporações estão começando a entender a importância de investir no bem-estar do trabalhador, já que um funcionário insatisfeito rende muito menos e carrega uma negatividade que pode desmotivar também os demais. Elaine Saad, country manager da Right Management para América Latina, avalia que “promover o bem-estar no local de trabalho pode ser uma decisão inteligente em qualquer circunstância, porém, agora tornou-se uma questão ainda mais urgente”.

De acordo com o estudo Right Management, veja os cinco maiores promotores de saúde e bem-estar nas empresas:

1- Deixar que os funcionários estabeleçam um equilíbrio razoável entre trabalho e vida familiar.

2- Garantir que existem pessoas prontas para ocupar cargos quando as posições se tornarem disponíveis.

3- Assegurar que a organização participe do apoio à comunidade.

4- Agir com eficácia na atração e preservação de talentos.

5- Investir no aprendizado e no desenvolvimento das pessoas.